home Super Greensand SÉRIE ESPECIAL PRODUÇÃO CAFEEIRA CERTIFICADA – PARTE 3: RESULTADOS AGRONÔMICOS SUPER GREENSAND NO CULTIVO DO CAFÉ

SÉRIE ESPECIAL PRODUÇÃO CAFEEIRA CERTIFICADA – PARTE 3: RESULTADOS AGRONÔMICOS SUPER GREENSAND NO CULTIVO DO CAFÉ

Chegamos ao ultimo post da nossa série especial sobre cafés certificados. Se você perdeu os outros, clique pra ler:

Parte 1: HISTÓRIA, DESAFIOS E PRINCIPAIS SELOS/PROGRAMAS

PARTE 2: SUPER GREENSAND É UM ALIADO NA BUSCA PELA CERTIFICAÇÃO 

 

No post de hoje vamos apresentar alguns resultados de teste agronômico com o Super Greensand na cultura do café. O experimento foi realizado pela EPAMIG e coordenado pelo DSc. Paulo Tácito Gontijo Guimarães.

O experimento foi conduzido em uma lavoura de cafeeiro em sequeiro, na Fazenda Experimental da EPAMIG, localizada no município de Patrocínio – MG. Os resultados demonstram que o Super Greensand aumentou a produtividade do cafeeiro em 36,56%.

Tabela mostrando a produtividade do SUper Greensand no cultivo do café - EPAMIG

No quesito da sustentabilidade do solo no médio e longo prazo, os benefícios do Super Greensand mostram sua versatilidade. Em análises químicas de solo realizadas dois anos após o plantio, é possível verificar os efeitos benéficos do Super Greensand na disponibilidade dos nutrientes no solo, no aumento da CTC e no aumento dos níveis de potássio residual.

Os tratamentos com Super Greensand também apresentaram aumento na concentração de fósforo disponível no solo, devido à presença de silício em sua composição. Em relação ao fósforo-remanescente (P-rem), o tratamento com Super Greensand apresentou concentração 12,37% maior que a do grupo controle. Dessa maneira, o Super Greensand permite que o solo permaneça em equilíbrio por maior tempo, possibilitando a proliferação de microrganismos benéficos.

Resultados da melhoria da qualidade do solo utilizando o Super Greensand no cultivo do café - EPAMIG

 

Estas características conferem ao Super Greensand grande eficiência agronômica, sendo a solução ideal para uma agricultura sustentável. O produto possui ainda a aprovação pelo OMRI (Organic Materials Review Institute), certificadora de produtos para uso na produção orgânica nos Estados Unidos.

comparação- tratamentos-super-greensand-epamig

Qualidade da bebida

O mercado de cafés certificados possui uma grande particularidade, pois normalmente os compradores internacionais se interessam não apenas pelos cafés certificados, mas sim pelos certificados que possuem alta qualidade de bebida. Por esta razão, a qualidade da bebida não pode ser ignorada pelos produtores que buscam a sustentabilidade.

Nesse sentido, o Super Greensand, ao contrário do KCl, não contém cloro em sua composição (47% do KCl é cloro). Pesquisas comprovam que o cloro contribui para que a qualidade da bebida do café seja prejudicada4. Na cultura do café, o cloro inibe a atividade de enzimas que estão diretamente ligadas à qualidade da bebida. Além disso, o cloro contribui para um maior teor de água nos frutos, o que aumenta a chance de proliferação de microrganismos que podem gerar fermentações indesejadas.

O grão de café cultivado com Cloreto de Potássio (KCl) possui cerca de 270 mil vezes mais cloro do que a água para consumo. Uma amostra de café que foi submetida[1] a aplicação padrão com KCl contém 266% a mais de cloro, quando comparado a grãos de café sem cloro.

Nos ensaios realizados pela Verde Agritech, em parceria com a Epamig, e de acordo com critérios técnicos de qualidade da Specialty Coffee Association (SCAA), que utilizam atributos físicos e sensoriais, o café submetido ao tratamento com uma fonte de potássio sem cloro recebeu nota 83, sendo considerado café especial. O café cultivado com KCl recebeu nota 73 na classificação, não sendo considerado café especial.

O futuro da cafeicultura brasileira passa obrigatoriamente pela elevação do nível de sustentabilidade em nossa produção. É uma demanda da indústria, claro, mas é também uma demanda dos consumidores mundiais. Por uma questão de competência e nível de desenvolvimento, esta tarefa cabe essencialmente aos cafeicultores brasileiros. São os únicos capazes de aproveitar todo o potencial de um produto como o Super Greensand para elevar a qualidade de sua produção.

A produção sustentável é uma questão essencial, e deve ser encarada como prioridade pelo agronegócio café.

 

—-

[1] Laudo de Laboratório da empresa Hidrocepe Serviços de Qualidade LTDA. Amostra 1 (Área Padrão com KCl): 0,08%; Amostra 2 (Área sem cloro): 0,03%. Considerando que a água que consumimos contém 0,3 mg/L de Cloro; 1 L de Água = 1 Kg de Água = 1.000.000 mg de Água. Se 1.000.000 mg de água contém 0,3 mg cloro, 1 L de água contém 0,00003% de cloro

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *